Associação de Amigos e Protetores de Cães e Gatos de Caravelas solicita apoio da Câmara de Vereadores

Utilizando a tribuna da Câmara de Vereadores de Caravelas, a Presidente da Associação de Amigos e Protetores de Cães e Gatos de nossa cidade, Sra. Maria Paula Abelha dos Santos levou aos membros do Poder Legislativo e cidadãos presentes a atual e precária situação daquela Instituição, destacando o momento presente e a falta de recursos materiais e financeiros para atendimento e execução das ações voltadas às necessidades dos animais em situação de risco em nossas comunidades.

Maria Paula Abelha
Presidente da Associação

Alertou sobre os perigos advindos de uma não realização de trabalhos preventivos tais como prestação de assistência médico-veterinária aos animais recolhidos, realização de programa permanente de castração, funcionamento e manutenção de abrigos, fomentação dos trabalhos diretamente com as famílias temporárias, campanhas de conscientização, orientação da população e de educação para posse responsável de animais domésticos, etc.

Sobre a Associação

Frisou que a Associação é uma Organização Não Governamental, de utilidade pública municipal conforme LM nº 405/2015, sem fins lucrativos, fundada no ano de 2013, sendo seus membros fundadores, beneméritos e voluntários (todos voluntários), com sede na Rua da Baleia, nº 195, bairro Grauçá, Distrito da Barra de Caravelas; estando subordinados às vistorias da Divisão de Vigilância Sanitária e da Divisão de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças de Caravelas.

Lembrou aos presentes o Termo de Convênio Nº 001/2017, com vigência de 15-fev-2017 a 31-dez-2017, celebrado com o Município de Caravelas tendo como objeto a ação conjunta entre a Associação e o Poder Executivo visando a assistência dos animais domésticos, com a realização de resgate de animais em situação de risco, prestação de assistência médico-veterinária aos animais recolhidos, a execução de programa permanente de castração e demais atividades que visem melhorar as condições de vida dos animais. Findo o prazo do referido Convênio, não houve continuidade do repasse de recurso, o que levou a Associação a praticamente paralisar os trabalhos de apoio e proteção aos animais. A Sra. Paulo Abelha solicitou ajuda aos Vereadores para essa situação, enfatizado principalmente pelo fato de não existir em Caravelas um centro de zoonose, e o iminente risco de transmissão de doenças para os humanos (referindo-se especificamente à doença TVT, um tumor que se propaga no ato da cópula). Lembrando, ao final, que sem a essencial parceria com a Prefeitura Municipal de Caravelas a Associação não tem como realizar os trabalhos em prol do bem-estar comum.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *